Artes

H. Stern Celebra Seus 75 Anos Com Exposição No Rio de Janeiro

By  | 

Foi inaugurada esse mês a exposição “Ouro – O fio que costura a arte do Brasil” em uma parceria inédita entre o Centro Cultural Banco do Brasil no Rio de Janeiro e a H. Stern, como parte das comemorações dos 25 anos da instituição cultural e os 70 anos de uma das maiores joalherias do mundo.

A exposição “ Ouro – O fio que costura a arte do Brasil” explora a relação do metal precioso com a criatividade brasileira. Reunindo trabalhos de renomados artistas, a mostra ficará em cartaz até janeiro de 2015.

Exposição-Ouro-HStern

OURO – O FIO QUE COSTURA A ARTE DO BRASIL

Acreditando que o ouro é um dos principais personagens da história do Brasil, além de ser eterno objeto de desejo no imaginário das pessoas, a ideia da exposição é mostrar a criatividade brasileira de 30 artistas renomados, de diferentes gerações e especialidades.

As instalações da mostra contam com espaços para desenhos, objetos, esculturas, fotografias, pinturas e joias concebidas por pessoas importantes das mais variadas áreas artísticas do Brasil.

Exposição-Ouro-HStern

Entre as cerca de 50 obras selecionadas, grande parte é inédita ou raramente vista pelo público. Em conjunto, elas apontam para as diferentes abordagens que cada um dos artistas dá para o mesmo material.

Exposição-Ouro-HStern

Na exposição, é possível ver a instalação inédita que a artista Laura Vinci preparou especialmente para o evento, que ocupa a rotunda e receberá os visitantes com uma “chuva” de 50 mil folhas de ouro, suspensas no ar em um redemoinho. Já Paloma Bosquê, que desde 2010 vem desenvolvendo trabalhos com folhas de ouro em colagens e intervenções em objetos encontrados, forra um dos cofres do primeiro andar do prédio de dourado, gerando uma luminosidade que pretende ofuscar a visão dos visitantes. Uma luminosidade mais sutil se apresenta em trabalhos como os da série Masks (2012), de Daniel Steegmann Mangrané, em que folhas secas de árvores recebem delicadas aplicações de folhas de ouro.

Exposição-Ouro-HStern

Nomes que hoje já são referências para a história recente da arte brasileira também fazem parte da mostra, como os estudos sobre mapas de Anna Bella Geiger; as pinturas recortadas de Antonio Dias; os objetos de Cildo Meireles que justapõe materiais menos prováveis, como ripas de madeira barata fixadas com pregos de ouro; as esculturas de José Resende e Tunga; as pinturas à têmpera com pequenas aplicações de ouro sobre placas de madeira de Mira Schendel; e os desenhos de Nelson Felix e Nuno Ramos.

Exposição-Ouro-HStern

Também entre os artistas, os irmãos Fernando e Humberto Campana, conhecidos com seus móveis e objetos feitos com materiais banais, extraídos do cotidiano e traçados de maneira artesanal, apresentam na exposição peças que se dividem entre mobiliário e joias, que exploram a nobreza e a luz do dourado. O fascínio pelo ouro também se apresenta nas joias H.Stern presentes na exposição inspiradas na obra do arquiteto Oscar Niemeyer, do paisagista Roberto Burle-Marx, do músico Carlinhos Brown e a companhia de balé Grupo Corpo.

Exposição-Ouro-HStern

“Essa mostra é uma maneira de reunir a diversidade criativa do Brasil a partir de um elemento comum que permite um novo olhar para o que foi criado nesse século”, define o curador da exposição Marcello Dantas.

Exposição-Ouro-HStern

O público percorrerá todo o trajeto conduzido por um fio de ouro até ser recebido por um ouríves, que os convidará a experimentar as técnicas de produção de joias com o metal.

“O fio condutor desta exposição é o ouro, cujo valor intrínseco é secundário quando associado à arte. Dividimos o espaço com artistas que admiramos e com vários com quem já colaboramos, para estimular a criação de um novo olhar, tanto o nosso, enquanto artesãos e joalheiros, como o do público que nos prestigia nesta visita”, afirma Roberto Stern, Presidente e Diretor Criativo da H.Stern.

Exposição: Ouro – Um fio que costura a arte do Brasil
Centro Cultural Banco do Brasil – Rio de Janeiro
Rua Primeiro de Março, 66 – Centro – RJ
Abertura: 12 de outubro de 2014
Encerramento: 05 de janeiro de 2015
Horário de funcionamento: quarta a segunda, das 9h às 21h
Entrada gratuita

*Fotos: Reprodução

*Fonte: H. Stern



Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>